quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Mini Look do Dia

      Ontem o blog completou 3 anos no ar. \o/
      Pra comemorar esse dia o post que preparamos será o primeiro Look do dia (com participação especial dos vários ipês do meu novo bairro!), com a Anna Julia. Sigam o Ig da Juju @annajuliamarinhooficial , a nova colaboradora do blog <3
       Acham que estou sumida? Demais, não é? Gente, estava no meio de uma mudança e sem notebook, mas agora as coisas estão se ajeitando. Aos poucos.  Por falar em mudança, meu apartamento também tem um ig @meuapartamento401, onde postarei coisas de decoração. Já tem fotos. Corre lá!







domingo, 27 de agosto de 2017

Projeto "Desde Aquela Viagem"

       No dia 27 de outubro São josé dos Campos receberá o Humberto Gessinger na turnê Desde Aquele Dia. Pra registrar minha contagem regressiva para este dia, me inspirei no projeto fotográfico“Desde aquela música” da @jessicaseghatti e estou lançando o meu projeto chamado “Desde aquela Viagem”.
       Vou postar no meu ig @jessicadosmapas várias fotografias (algumas exclusivas) da viagem que fiz em setembro de 2016 passando por Nova Iorque, Londres e Berlim e vou legendá-las com trechos das canções dos Engenheiros do Hawaii.
        Espero que vocês gostem de relembrar comigo essa viagem dos sonhos e curtam muito esse projeto. Ele é uma junção de três coisas que amo: viagem, fotografia e música!
Serão 60 dias e 60 fotos com a hashtag #DesdeAquelaViagem ❤

sexta-feira, 28 de julho de 2017

#1 - Apartamento 401 - Nova Categoria no blog

       Hoje estou inaugurando uma nova categoria aqui no blog: Apartamento 401.
       Estou de mudança e quero compartilhar aqui os momentos dessa nova etapa, desde o momento de empacotar minhas coisas (que já está acontecendo), até a decoração do novo lar. Será que dou conta disso?
Acompanhem as próximas postagens!

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Amigos vem e vão

      Hoje é comemorado o dia do amigo e sem querer acabamos nos lembrando um pouco de nossos amigos, os de longe e os de perto. Por muitas vezes dá até aquela saudade, saudade de tantos momentos incríveis que vivemos, das conversas pela madrugada, das gargalhadas.
     É bem difícil ver um amigo se afastar e de repente virar apenas um conhecido.
     É difícil não ter mais aquela pessoa que tão bem te compreendia participando  de todos os seus dias. É difícil dizer adeus a quem era o seu "bom dia" e "boa noite".
    Percebi que a vida vai passando e as pessoas também se vão. Elas também passam. Talvez aquela pessoa estava contigo todos os dias tenha ido embora por ter cumprido sua missão. Ela fez algo importante e foi importante pra você naquele determinado momento, mas a vida segue e outras pessoas virão. O mais importante mesmo são as memórias criadas, as fotografias, o amor que preenche o nosso coração com as boas lembranças.
     Feliz dia do amigo para todos os amigos que vivem em meu coração. Os do passado, os do presente e os que eu encontrarei em meu futuro.

   

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Rá-Tim-Bum, O Castelo: eu fui!

       "O Memorial da América Latina e o Governo do Estado de São Paulo apresentam Rá-Tim-Bum, o Castelo – megaprodução que promete ser uma das grandes atrações do calendário cultural e de entretenimento de São Paulo. O projeto tem como parceiros a TV Cultura, mantida pela Fundação Padre Anchieta, que produziu e exibiu uma das séries de maior sucesso da televisão brasileira, o Castelo Rá-Tim-Bum, e a Caselúdico, empresa referência na montagem de grandes exposições e responsável por toda a cenografia.
       O grande diferencial da exposição no Memorial é que o público terá a chance de entrar num Castelo idêntico ao da série, construído numa área de 700m² anexa ao Pavilhão da Criatividade.
       O espaço reproduz com o máximo de fidelidade o desenho original do seriado, desde o lado externo - porta, torre com 15 metros de altura, bandeira tremulando, janelas, colunas e catavento – até a cenografia dos ambientes interiores, proporcionando verdadeira experiência, em que o público se sentirá no castelo da TV."

       Esse texto me fez querer muito visitar essa exposição, afinal, fui uma criança que assistia TV Cultura e não perdia o Castelo Rá-Tim-Bum. Estive lá no dia 02 de junho, uma sexta-feira. 
        Pra chegar lá fui de ônibus até o Terminal Rodoviário do Tietê. Lá eu peguei o metrô, linha azul sentido Jabaquara e desci na estação Sé, onde fiz a transferência para a linha vermelha e fui até a estação Palmeiras - Barra Funda.
      O Memorial da América Latina fica bem ao lado dessa estação e é muito fácil de encontrar. Chegando na parte do Memorial onde acontece a exposição eu entrei na fila onde as atendentes validam o voucher e você pode tirar uma foto com o Porteiro.
       Dentro da exposição tem vários os cenários do Castelo: quarto do Nino, da Morgana, o Lustre, a casa dos passarinhos, a cozinha, a biblioteca, o laboratório do Tíbio e Perônio.
       Alguns cenários são interativos, outro não podemos tocar, mas para os apaixonados pelo Castelo é tudo muito mágico. Não dá vontade de sair de lá!
       O ambiente fica com uma quantidade boa de pessoas, não muito cheio, assim, conseguimos tirar boas fotos sem aparecer um monte de bicão hahaha  O único ponto que achei negativo foi a loja de souvenir: tem pouca variedade de itens e no dia que eu fui tinha acabado a camiseta do Mau tamanho adulto.
       Já dei a dica de como chegar lá. Agora vou deixar algumas fotos pra vocês verem um pedacinho dessa exposição incrível. Lembrando que a exposição foi prorrogada e vai até o dia 30 de setembro. Os ingressos custam 20 reais e a meia-entrada, 10 reais. Mais informações e compra de ingressos no site oficial.
TAP e FLAP originais.

O Relógio

Gato Pintado e o meu lugar favorito do Castelo: a biblioteca.

Enquanto isso no lustre do Castelo...
Ratinho
Laboratório do Tíbio e Perônio
Roupa original do Nino

Morcegoratazanabaratinha e companhiaestá na hora da feitiçaria

A gralha Adelaide

O banco giratório para entrar no quarto do Nino


Lado de fora do Castelo. Hora de ir embora!

domingo, 11 de junho de 2017

Minha foto no blog Depois dos Quinze

      Estou sumida? Estou.
      Estou trabalhando muito? Estou.
      Tenho novidades? Tenho.
      Como já comentei nesse post, passei os primeiros meses desse ano me reorganizando e esse é um processo lento que ainda está acontecendo.
      Nesse período eu participei do #DesafioBookingCom, proposto pela Bruna Vieira no Instagram, onde deveríamos contar sobre viagens incríveis que fizemos usando a hashtag do desafio. Essa foi a foto que escolhi <3

      Esse foi o desafio. <3

       Um dia desses, lendo o Depois dos Quinze, encontrei o post #DesafioBookingCom: as viagens incríveis das nossas leitoras e fiquei super feliz e surpresa em ver minha foto e minha história entre as mais legais. Essa viagem significou tanto pra mim que minha vontade é que todos se inspirem e acreditem que sonhos são realizáveis.
      Leva tempo, demanda empenho, esforço, mas vale muito a pena!

"A maior aventura que você pode fazer é viver a vida dos seus sonhos."

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Fomos incríveis juntos

       "Dexter, eu te amo muito. Muito, muito, e provavelmente sempre amarei. Só que eu não gosto mais de você." (Um dia, David Nicholls)
       Aquela segunda-feira foi pra mim o dia mais feliz dos últimos meses.  Me senti transbordando vida, alegria, leveza. Meu coração batia no ritmo da música contagiante que tocava ao fundo. Os risos estavam fáceis e a vontade de dançar,  quase incontrolável.
 Fomos incríveis mais uma vez.
Somos incríveis juntos!
       A cumplicidade entre nós é evidente.  As gargalhadas,  inevitáveis.  Foi um dia de paz e tranquilidade, tudo o que eu mais quero viver em meus dias. Paz, tranquilidade e riso fácil.
        É difícil quando chegamos no momento em que essa frase da Emma faz sentido pra nós. Quando amamos alguém, mas deixamos de gostar dela e de suas atitudes. É difícil quando só você é o amigo da história, quando só você trabalha pra que isso dê certo.
       Chega o momento em que cansa se doar para os outros. A gente se cansa de não ser correspondido.  Um dia a gente sente que precisa dar adeus a um relacionamento em que não podemos ser nós mesmos, onde precisamos ficar podando nossas palavras e ações.
        Por medo de perder a amizade a gente acaba pisando no freio, só que nós nunca seremos nós mesmos se não seguirmos o nosso coração.

sábado, 8 de abril de 2017

Festa temática: Snoopy

       No último mês eu me dediquei a um projeto super lindo e fofo: uma decoração de festa com o tema Snoopy. 
      Algumas coisas foram compradas pela internet, em loja física, encomendas e outras foram feitas por mim no maior estilo D.I.Y..
       Entre uma foto e outra coloquei os links das lojas e fornecedores.
       Apaixonem-se!
       Mesa pronta para a comemoração.
       Quadros e pisca-pisca do Natal na decoração da parede.
      Essas balas personalizadas são da Loja Mini Na , no Elo 7.  Eu amei demais essa embalagem.
       Os recortes de todos os personagens são da loja Marthifestas e utilizei na caixinha  e nos palitos dos brigadeiros e nas latinhas de M&M.

       Biscoitinhos maravilhosos da Sweet & Art, que fez também os biscoitinhos do meu aniversário de 2016. São lindos e deliciosos! A cada festa me apaixono mais pelo trabalho da Sweet & Art.
       Coloquei Bis e marshmallow em saquinhos transparentes e coloquei um adesivo em um dos lados.
       No lugar do bolo, uma torta de limão feita em uma forma mais alta. 
       Casinha do Snoopy: peguei um molde no Pinterest
       Fiz a banca da Lucy usando papel pardo e uma caixinha.
        E para os convidados, uma maletinha no estilo da blusa do Charlie Brown, cheinha do guloseimas. O adesivo preto em zigzag é da loja Criando Festas - Papelaria Personalizada.
          E essa última foto é de tudo pronto, luzes coloridas e a música rolando. As bandeirolas da mesa eu fiz utilizando moldes da internet, os adesivos zigzag e a fonte Peanuts.
         O que acharam dessa decoração? Deixe aqui embaixo nos comentários! Vou amar ler! <3

segunda-feira, 27 de março de 2017

Eu sinto muito


        O que podemos fazer quando não sabemos o que fazer?
       Essa pergunta está martelando em minha mente desde o dia em que vi um dos meus amigos passar por uma enorme dor e eu me descobrir impotente diante de tal circunstância. O que fazer quando achamos que não podemos fazer nada?
       Eu me perguntei isso sei lá quantas vezes nessa semana e, bem, não cheguei a uma conclusão muito satisfatória.
Mandar uma mensagem.
Um cartão.
Alguns chocolates.
Dar um abraço forte.
Dizer que estou aqui.
       Tudo muito clichê para alguém tão autêntica como eu. Sei lá. Vai ver que a vida está me tornando uma pessoa clichê ao me colocar nessas situações onde eu geralmente não sei como agir. É como ter dúvidas entre qual roupa escolher e optar pelo pretinho básico. Ah! Com um pretinho básico não tem erro!
       Dizer que eu “sinto muito” ou “se precisar pode me ligar!” é algo clichê, mas quando eu digo isso, realmente estou com o meu coração aos pedaços, doendo de verdade, e estou disposta a ajudar no que for preciso, mesmo que isso signifique conversar madrugada a fora, enxugar lágrimas e acolher alguém em um longo abraço.
       Eu tenho consciência que não sou boa em consolar as pessoas, mas sou boa em ouvir e talvez isso já seja algo reconfortante para alguém. Alguém que nos ouça sem nos julgar pode ser tudo o que precisamos num momento difícil. Deve ser por isso que tenho um blog.
       E então? O que podemos fazer por uma pessoa quando não podemos mudar o que ela está vivendo e sentindo? Nós podemos amá-las!
       Nesses momentos de desamparo, sentir que somos amados pode melhorar um pouco as coisas, nos dando a certeza de que não estamos sozinhos nesta caminhada. Podemos achar isso muito pouco, mas dar as mãos pra alguém pode ajudar esse alguém a se manter de pé e superar mais essa fase difícil da vida.

quinta-feira, 23 de março de 2017

De Volta aos Sonhos

     
      Eu começo esse post pedindo desculpas aos leitores do Sonhando com Mapas pela minha ausência nos últimos meses. Às vezes a vida não é muito fácil conosco, pelo menos não tão fácil quanto gostaríamos.
       Nesses meses eu estava reorganizando meus sentimentos e pensamentos. Eu fui do êxtase ao fundo do poço durante esse tempo. Sorri e chorei. E o mais importante: eu superei. 
       Sofri com uma depressão pós sonho realizado e logo depois do meu aniversário, Natal e Ano Novo decidi dar um tempo do blog pra me reorganizar. Eu não sabia como lidar com essa nova versão de mim e quais seriam as consequências dessa mudança.
      Desde que voltei da última viagem muitas coisas mudaram dentro de mim. Eu não consigo mais ser aquela Jéssica que entrou no avião para Nova Iorque no dia 11 de setembro. Nem aquela que chegou em Londres duvidando do próprio inglês. Muito menos daquela que andou pelas ruas de Berlim como se aquela fosse a sua cidade. Não. A Jéssica que voltou para São Paulo no dia 30 de setembro estava emocionalmente modificada, mais corajosa, mais forte, mais determinada e confiante.
      Eu amadureci bastante nesse tempo em que fui minha própria companhia e aprendi a escutar o meu coração. Dizem por aí que as respostas estão dentro de nós, mas os ruídos do dia a dia nos impedem de ouvir essas respostas… 
       Durante algumas semanas foi incrível contar tudo o que as pessoas queriam saber sobre a viagem, até mesmo os mais indiscretamente curiosos que perguntavam se eu tinha beijado algum europeu, mas, com o tempo, a saudade daqueles dias começou a apertar. Essa viagem me mudou bastante e essa minha versão melhorada precisava de um tempo a sós para se descobrir.
        É. Mudei um pouco, mas continuo cheia de sonhos.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Uma volta na London Eye

        Sempre que pensava em ir para Londres eu pensava também em ir na London Eye, a roda-gigante que foi projetada para marcar a transição do milênio em Londres e foi inaugurada no dia 31 de dezembro de 1999.
       O ingresso para a London Eye dá direito a assistir um filme em 4D, com a duração de menos de 5 minutos e pode ser visto antes de subir na roda gigante. Ela tem 135 metros de altura, 32 cápsulas com capacidade para 25 pessoas cada e demora 30 minutos para fazer uma volta completa.
        Eu fui em uma segunda-feira e não tinha fila, ao contrário do final de semana que estava lotado. Entrei em uma cápsula com outras 6 pessoas e consegui fazer fotos bem legais. Amei a experiência! Mais um sonho realizado para a conta!
       Leia esse post do blog Mapa de Londres para saber mais sobre como visitar a London Eye.




quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Um balanço do meu 2016

       Estamos no décimo segundo dia de 2017 e esse é o primeiro post do Ano Novo. Passei alguns dias longe do blog por diversos motivos (férias) e agora estou montando o caminho a seguir em 2017.
       O ano passado foi bem difícil pra mim. Foi um ano bem cheio de altos e baixos, mas é nas dificuldades que nós nos transformamos, crescemos e nos conhecemos melhor. Não vou falar sobre coisas ruins, e sim avaliar minhas realizações.
      No início de 2016 fiz esse post {aqui} contando pra vocês quais eram as minhas metas para o ano, e hoje vou fazer um balanço das metas de 2016 que foram atingidas com sucesso (ou não).

1. Ler pelo menos 6 livros no ano
Essa foi uma meta concluída com sucesso e os livros lidos foram:

1- Muito mais do que 5inco minutos - Kéfera Buchmann
Escreve um pouco sobre esse livro nesse post aqui
Fiz uma resenha sobre esse livro aqui

3- Depois de você - Jojo Moyes
4- O mágico de Oz- L. Frank Baum

5- Amiga, deixa de ser trouxa- Eduardo Camargo e Felipe Oliveira
6- Não se iluda, não - Isabela Freitas

7- O diário de Anne Frank - Annelies Marie Frank
8- Irmãs em Auschwitz- Heather Dune Macadam
9- Os bebês de Auschwitz- Wendy Holden
10- Eu sobrevivi ao holocausto- Nanette Blitz Konig

2. Assistir a pelo menos 4 filmes por mês
Essa meta ficou apenas no papel. Eu ainda não tenho uma televisão, eu vivo pesquisando viagens e não consegui assisitir muitos filmes, porém comecei a ir com mais frequência ao cinema.

3. Escrever 10 posts por mês
Essa meta também não foi alcançada. Esse foi um ano muito intenso e os afazeres da vida e a água do fundo do poço não me inspiraram muito não. :(

4. Ir à Bienal do livro em São Paulo
Em 2015 estive na bienal do livro no Rio e gostei muito. Em 2016 a Bienal aconteceu em São Paulo e meu plano até a última semana era ir e comprar muitos livros, só que logo nos primeiros dias da bienal eu tive que correr atrás da documentação para conseguir o meu visto americano. Eu estava em São Paulo, mas planejando minha viagem dos sonhos.

5. Fazer uma viagem internacional
É uma viagem internacional por ano, Jéssica? Sim, minha gente! haha
Essa foi a "realização" da vida. Sim. Finalmente eu fui pra Londres. Dá pra acreditar? Foram 20 dias incríveis e inesquecíveis. Eu andava na rua e às vezes tinha vontade de chorar, tamanha a felicidade que eu estava sentindo. Passei um dia em Nova Iorque e dois dias em Berlim e posso dizer que um deles foi o melhor dia do ano pra mim. Foram os dias mais incríveis e felizes do meu ano!

6. Aprender a nadar
Eu não sou uma nadadora olímpica, mas fiz umas aulas de natação e considero que aprendi sim a nadar. Nada muito sofisticado, porém já consigo ir de uma ponta a outra da piscina sem me afogar.

7. Aprender inglês
O curso de inglês continua parado com sucesso... ainda não sei quando vou voltar.

      Bem, esse foi o balanço das metas x realizações de 2016.
       E você? Conseguiu cumprir suas metas de 2016? Já escreveu as metas para 2017? Tudo é possível! Escrevi sobre realizar sonhos aqui. Inspire-se!
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>><<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<
Todas as fotos desse post estão no meu ig @jessicadosmapas 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...