quinta-feira, 5 de maio de 2016

Não sou mãe, mas sou tia

       O Dia das Mães está chegando e para tentar diminuir um pouco o meu recalque por não ser mãe no yet, decidi aproveitar essa data pra escrever para as tias, pois as tias de verdade são quase mães daquelas pessoinhas fofas e apaixonantes.
Se você é uma titia coruja, esse post é pra você.
        Tudo começou quando minha irmã anunciou que estava grávida. Meu Deus, eu vou ser tia. Como será isso? Bem, só fui descobrir realmente naquela manhã de sábado, 14 de maio de 2011, na hora da visita, quando vi aquele pedacinho de gente dentro de uma roupinha cor de rosa. Logo minha irmã falou pra eu pegar aquele pacotinho no colo e de repente eu tinha um bebê nos braços. Eu era um tia agora!
        As pessoas não entendem esse sentimento até vivê-lo e naquele momento eu comecei a minha mais nova missão de vida: ser a melhor tia do mundo. Acompanhei cada detalhe, peguei muito a Anna Júlia no colo, me preocupei quando ela ficava dodói, tirei mil fotos das nossas maluquices. Até que em março de 2014, meu mundo cor de rosa ganhou tons azuis: Chegou o João Miguel e o amor só aumentou. Dessa vez fui ao hospital conhecê-lo e levei a Juju. Eu estava lá quando ela conheceu o irmão. Que lindo foi aquele momento!
       Muitas pessoas acham que basta ser irmão da mãe ou do pai da criança para ser tia. Sim, isso basta para ser uma tia comum, mas para ser uma tia incrível é preciso mais do que apenas laços sanguíneos.
Você sabe o que é ser tia e o que você precisa fazer para ser uma???
        Ser tia é demonstrar amor. Dar beijos e abraços e não se importar em ganhar beijos babados e abraços de mãozinhas sujas de comida.
        Ser tia é poder fingir que nem viu aquele rabisco na parede, ou aquela comida que caiu no chão. É dormir agarradinho e acordar quase caindo da cama, com alguém puxando suas pálpebras, te beliscando com aqueles dedinhos minúsculos.
        É participar das festinhas de aniversário, ser a fotógrafa durante a apresentação na escolinha, é ser a fornecedora oficial de doces. É ver seu corpo virar uma tela e ser rabiscado por aquelas mãos ainda sem muita coordenação motora, é mostrar o mundo para alguém que só conhece o quintal de casa.
        Ser tia te traz a responsabilidade de ser uma pessoa melhor, afinal, agora tem um par de olhinhos atentos aos seus atos, que querem saber todos os "porquês" da vida. Você se torna uma mulher maravilha, uma princesa, uma bruxa. Depende da história. Ah! E você precisa aprender a contar histórias! Eles adoram que as tias contem histórias.
        Como eu disse anteriormente, ser tia vai além de laços de sangue. Ser tia é um presente que as amigas também podem nos dar e além da Juju e do João, ganhei a oportunidade de ser tia do Miguel, o filho da minha nova irmã, irmã de coração. Amigos são presentes, mas quando vem com sobrinhos, são melhores.
Ser tia é um presente de Deus!
       Se você tem sobrinhos, ame-os incondicionalmente e desfrute de todos os momentos que puder ter com eles. Essas são as melhores lembranças que eles terão de você.
Não sei como eu serei quando for mãe, mas estou arrasando no meu papel de tia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...