segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

A História de um Guarda-Roupas

      Quem me acompanha pelas redes sociais já viu a foto que eu postei dizendo que eu montei um guarda-roupas (@jessicadosmapas), mas não foi no sentido de "comprar peças de roupas novas" para os looks da próxima estação. Não. O que eu montei foi o guarda-roupas mesmo, roupeiro, armário, como queiram chamá-lo. Não foi o conteúdo dele e sim sua estrutura física.
       Hã???
       Tudo começou... ah! Esquece. Não vou contar a história toda. Vamos ao guarda-roupas.
      Bem, depois muito pensar e ver que as minhas roupas precisavam de um lugar melhorar pra morar, decidi que era a hora de abandonar a arara e comprar algo mais adequado. Eu pensei muito, pois um dos maiores desafios de morar sozinho {além de pagar as contas} é receber as coisas compradas pela internet, que foi o caso do guarda-roupas. Tipo, não tem ninguém pra receber e no horário de entrega, geralmente de 8 às 18 eu não posso estar em casa {e também não tem mais ninguém lá...}.
      Um dia depois da Black Friday eu entrei no site das Lojas Americanas e comprei o meu esperado guarda-roupas. Vamos nos preocupar com um problema de cada vez, pensei! haha
      Escolhi esse modelo porque estava entre os mais baratos e eu realmente queria economizar muito. Branco porque gosto de moveis claros e o modelo que cabe muitos cabides, já que eu prefiro deixar minhas roupas penduradas e por conta de usar a arara, acabei comprando milhões de cabides durante esse tempo. Era o modelo perfeito pra mim!
      A entrega foi turbulenta, óbvio, mas depois de duas tentativas frustradas e um prazo de entrega a cumprir, a transportadora resolver ser legal e conseguimos resolver tudo de boas, sem barracos desnecessários. #jessicadesperatewousewife
       Depois da entrega vinha a segunda parte do problema: a montagem. Como já fiquei pensando nisso enquanto esperava a entrega {+ ou - 45 dias} estava muito inclinada a tentar um Do-It-Yourself, afinal, por que não? Apesar de nunca ter feito isso antes, já vi {e ajudei} um amigo a montar o meu armário de micro-ondas, então já tinha uma leve noção de como organizar isso {Não se iluda: um armário de micro-ondas não é nada perto de um guarda-roupas}.
       Tomei coragem, separei as peças, comprei algumas chaves Philips, um martelo e mãos à obra. Demorei seis dias nessa tarefa, trabalhando em média uma hora por dia, quando eu chegava da aula, cansada, me arrastando. Confesso que colocar parafusos com chave manual é difícil pacas. Confesso que em todos os dias eu pensei em desistir e chamar alguém pra fazer isso, mas descobri que fazendo um pouquinho a cada dia eu chegaria lá.
       O que deu mais trabalho, por incrível que parece, foi colocar os parafusos maiores e a montagem da gaveta. Eu não fiquei feliz com essa gaveta, aliás, eu odiei essa gaveta, mas é o que temos.
       
        Minha conclusão: eu montei, ele está de pé, lindo, firme e forte, inabalável, mas não faço mais isso! Sério! Pelo menos não sem uma parafusadeira elétrica, que certamente teria acelerado e facilitado bastante essa tarefa, além de não machucar minhas mãos.
       Apesar de tudo fiquei muito orgulhosa de mim, coisa que não tenho sentido muito ultimamente. Cara, eu consegui montar um guarda-roupas e agora eu sinto que sou capaz de mudar o mundo hahaha {menos Jéssica. Bem menos!}
       O que vocês acharam dessa aventura? Já montaram algum móvel na vida? Conte pra gente!

2 comentários:

  1. Oie, eu outra vez, eu ri lendo esse texto, tão espontâneo, e acho muito legal a maneira como você fez a postagem em cima de um assunto tão simples, que ninguém jamais pensou em fazer, e transformou em um desafio, acreditar que conseguiria, e foi lá, deu um jeito, e fez, e deu certo <3 muito bom mesmo!!!
    - Luana Galdino, do blog Lua Intensa (www.luaintensa.com.br)

    ResponderExcluir
  2. Lu, esse guarda-roupas foi realmente um desafio, mas são os desafios que movem nossas vidas rsrs
    Fico feliz que tenha gostado!
    bjus

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...