sábado, 27 de fevereiro de 2016

And the Oscar goes to...

     Nessa semana acontece em Los Angeles a entrega do Oscar 2016, um prêmio entregue anualmente pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas em reconhecimento à excelência de profissionais da indústria cinematográfica. 
    Para entrar no clima da cerimônia, resolvi criar o OSCAR SONHANDO COM MAPAS 2016 e mostrar para vocês as postagens mais populares das 6 (seis) principais categorias que existem aqui no blog. Embaixo da foto que mostra os posts indicados está o título do grande vencedor, ou seja, o post mais acessado daquela categoria. É só clicar nele para ler o post em outra aba. 

Categoria INSPIRE-SE! 

Os indicados são:
 Já acabou, Jéssica? /  Volta ao Mundo /  Como realizar seus sonhos
E o Oscar vai para... Como realizar seus sonhos 

Categoria PENSAMENTOS

Os indicados são:
Algo sobre primavera e amizades / Ser amigo de quem queremos ser amor / Só queria você aqui
E o Oscar vai para... Só queria você aqui

 Categoria MÚSICA

Os indicados são:
Playlist sobre o amor / Quem acende a luz do sol / A orquestra e aquela noite
E o Oscar vai para... A orquestra e aquela noite

Categoria LIVROS 

Os indicados são:
Bienal do livro Rio 2015 / Como eu era antes de você / Um ano inesquecível
E o Oscar vai para... Como eu era antes de você

Categoria VIAGENS

Os indicados são:
Bosque de Chapultepec / Comidas apimentadas mexicanas / O que vi de diferente no México
E o Oscar vai para... O que vi de Diferente no México


Categoria MAIS LIDOS

Os indicados são:
Volta ao mundo / Como realizar seus sonhos /  O dia do dentista e meu {ex} medo
E o Oscar vai para... O dia do dentista e meu {ex} medo

     O OSCAR do Sonhando com Mapas chega ao fim. O que você achou dos indicados? E dos vencedores? Alguns post que apareceu aqui é o seu favorito?
Deixe aqui nos comentários!!!

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Ser amigo de quem queremos ser Amor

     Sabe quando a gente gosta tanto de alguém que ser amigo não é mais o suficiente?  Suficiente talvez não seja a palavra certa... acho que chega o momento em que aquele 1% de dignidade que ainda lhe resta resolver gritar lá dentro do seu peito, acusando seu coração de ser um idiota por ter se apaixonado outra vez por alguém que não lhe olha  com amor.
     É difícil ser amigo de quem queremos ser amor. É difícil ganhar aquele seu abraço apertado, que tira meus pés do chão, e saber que ele não será meu de verdade.
     Eu prometi pra mim mesma que aquela nossa primeira conversa de 2016 seria a última conversa. Não que eu não queira ser sua amiga. Pelo contrário. Eu queria ser sua amiga em todo os nossos dias, pra sempre, afinal, você mudou muita coisa na minha vida, mas acho que teremos que ser aqueles amigos de longe, aqueles que estão apenas na memória. Aquela que eu prometi ser a última conversa, no final das contas nem aconteceu. Acabamos falando sobre tantas coisas, tantas novidades, que eu nem consegui dizer o que eu queria, ou melhor, o que eu precisava dizer. Na verdade eu acho que nunca conseguiria dizer isso tudo olhando nos teus olhos, com seu sorriso por perto. Eu ia começar a chorar e não ia conseguir dizer nada. É... as coisas não deram muito certo.
     O amor é lindo, mas às vezes ela machuca a gente, mesmo sem querer. Eu queria que você viesse correndo aqui, dizer que aqueles abraços significavam algo, mas isso é só uma ilusão que eu preciso arrancar de dentro do meu coração. Você não virá e isso é uma droga! Por que pelo menos uma vez na vida as coisas não são boas com a gente? E agora, o que eu vou fazer com esse amor? Eu preciso matar esse amor antes que ele cresça mais, fique fora de controle e cause um estrago na minha vida. Eu preciso cuidar do meu coração e me afastar de você para manter a sanidade. Eu não quero me afastar, mas eu preciso e uma das atitudes adultas que a vida exige de nós é fazer o que precisa ser feito, não o que queremos fazer.
     Aquele era o seu presente de Natal. Ia chegar propositalmente atrasado, mas seria memorável, épico, como tudo que sai da minha cabecinha inventiva. Como tudo que envolve nós dois. Pena que até a entrega do seu presente de Natal foi uma droga. Eu estava tão pra baixo aquele dia, como tinha estado em vários dias que antecederam aquele, porque agora eu imaginava aquele momento como uma despedida, um adeus, e eu não queria me despedir de você nunca, entende? Por que você precisava ser tão fofo comigo se não me amava assim? Só pra dificultar as coisas pra mim? Poxa, nós sempre fomos incríveis juntos, todos os assuntos poderiam ser ditos entre nós e até falar sobre guarda-roupas ou  espinhas era legal com você. Eu sempre senti que poderíamos falar de tudo, sem julgamentos, mas um dia percebi que eu não poderia falar sobre o que eu sentia. E a partir desse momento eu sabia que nada mais seria como antes.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Primeiro SORTEIO de 2016

     Olá flores!
     Vamos ter mais um SORTEIO no blog? Yeahhh!
     Hoje estou lançando o 2º SORTEIO do Sonhando com Mapas. O primeiro aconteceu em setembro do ano passado e eu comprei alguns presentinhos para sortear novamente entre os meus leitores.
Os mimos sorteados serão:
Uma garrafa em formato de lâmpada: gente, essa garrafinha é super fofa! Quem me segue no Instagram já deve ter visto que eu tenho uma dessas, que fica na minha mesa de trabalho. Foi amor a primeira vista e eu comprei mais uma especialmente para sortear entre vocês, seus lindos!
Um apontador em formato de porquinho cor-de-rosa: muitas meninas ficaram apaixonadas pelo meu apontador, que mostrei no post sobre material escolar, então comprei um pra sortear.
Um caderninho de anotações: fofo né? Espero que essa mensagem de otimismo que está na capa te inspire a seguir em frente, conquistando muitas coisas em sua vida.
Lápis tulipa: Esse lápis fofo é uma flor que usei na decoração do meu aniversário. Ficou tão lindo que achei legal colocar no kit do sorteio.

REGRAS:
1- Seguir publicamente o blog Sonhando com Mapas
2- Curti a página no facebook
3- Preencher o formulário de inscrição abaixo (Clique NA FOTO ABAIXO)
Ter endereço de entrega no Brasil
    Você poderá se inscrever até as 23h59 do dia 6 de março. O sorteio será feito no dia 7 de março de 2016 pelo  site RADOM.COM e o resultado será divulgado no mesmo dia aqui no blog e na fanpage no facebook. A vencedora será comunicada por e-mail e tem 48 horas para responder. Se não houver resposta, será feito novo sorteio.
     PARTICIPE e chame os amigos! <3

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Como eu era antes de você - #LivrosQueAmo




TÍTULO NACIONAL: Como eu era antes de você
TÍTULO ORIGINAL: Me before you
AUTOR: Jojo Moyes
TRADUTOR: Beatriz Horta
ANO DA EDIÇÃO: 2013
EDITORA: Intrínseca

SINOPSE
     Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro. Como eu era antes de você é uma história de amor e uma história de família, mas acima de tudo é uma história sobre a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.

MINHA LEITURA
     Eu comecei a ler esse livro depois de ter visto o trailer e confesso que já comecei a primeira frase com o coração apertado. Nesse feriadão de carnaval eu decidi ficar em casa, sozinha, para adiantar as leituras já que eu tenho uma meta de "ler o livro antes de assistir ao filme" e esse filme tem estreia prevista para junho, achei que era o momento de começar. O próximo da lista é "Quem é você, Alasca?" do John Green.
     Esse foi o primeiro livro da Jojo Moyes que eu li e já virei fã. Como eu era antes de você é uma história muito intensa e emocionante que me prendeu do início ao fim. A história toda se passa em um período de seis meses, tempo suficiente para mudar completamente a vida de Clark e Will. Não é uma história de amor comum. Antes, é uma história que envolve cumplicidade e amizade. Envolve descobrir como animar o outro, como cuidar de quem amamos.
     Will Traynor sofreu um acidente que o deixou tetraplégico e talvez o que tenha feito com que ele se apaixonasse por Clark tenha sido justamente a forma como ela o via e como ela o tratava: sem pena da condição em que ele se encontrava. Clark quis mostrar a Will que ele poderia se divertir e ser feliz como qualquer outra  pessoa. Claro que no início alguns passeios dão muito errado, tanto no quesito acessibilidade, quanto na maneira preconceituosa como as pessoas se referem a Will. O livro mostra bem o quanto as pessoas não sabem nada sobre alguém que está em uma cadeira de rodas... Clark se esforça  para fazer uma viagem com ele e depois de muitas dificuldades eles vão para um passeio maravilhoso, onde ela vê um Will tranquilo e feliz como nunca tinha visto antes. Os dois estão vivendo momentos felizes, mas isso não é o suficiente para que Will queira viver.
     O final? É triste e eu chorei...
     Esse é um livro que consegue te prender, que faz você querer avançar na leitura e chegar logo ao final. É um livro muito forte.
    Essa história apaixonante virou um filme que estreia em junho nos cinemas. O trailer é maravilhoso e eu já estou chorando!
       Você já leu  esse livro? O que achou dessa história? Conte pra gente nos comentários, e se ainda não leu, não perca mais tempo. Esse é um daqueles livros que as pessoas "precisam ler" ao menos uma vez na vida pois é transformador. Will muda, a Clark muda e nós também mudamos!

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Material Escolar 2016

     O feriadão de carnaval já acabou e com a volta às aulas vem também muitas novidades: nova escola, nova turma, material escolar... 
     Eu estudo inglês de segunda a sexta no período da noite. Não tenho muitas coisas como alguém que está no ensino fundamental/médio ou na faculdade, mas separei alguns dos meus itens pra mostrar pra vocês.
     Esse caderno com desenhos de Londres eu mesma decorei: imprimi as imagens, colei e coloquei contact transparente para dar um bom acabamento.
      Minha coleção de canetas marca texto, lapiseira em formato de lápis e borracha da Dentuça, todos os produtos da Turma da Mônica.
      Apontador fofo em formato de porquinho e os post-its.
     Essa é a mochila que comprei nessa semana e é super delicada, não é?

     Esse é o meu material escolar. O que vocês acharam?

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Como realizar seus Sonhos

     Um dia desses reencontrei uma pessoa que admiro muito e que tenho como exemplo pra mim. Sabe aquela pessoa que te inspira a ser melhor? É ela. E ela foi a primeira pessoa que me chamou de "bem-sucedida".
     Será que isso é o que muitos pensam de mim? Fiquei os dias seguintes pensando nisso e me questionando sobre o que é ser uma pessoa bem-sucedida e se eu era mesmo isso. Segundo o dictionary,  bem-sucedida é a pessoa "que tem ou teve êxito, sucesso". Considerando a minha vida de um modo geral, eu não me colocaria bem nessa categoria de bem-sucedida, e sim na "Ufa! Consegui não ~desandar~ com a minha vida toda". Se for focar apenas na parte profissional, eu acho que a categoria certa seria "sobrevivi ao caos".haha
      Deixando as brincadeiras de lado, eu acho que hoje eu estou num nível profissional bem próximo do que eu me imaginava enquanto estudante, pelo menos financeiramente falando. Acho que hoje eu vivo mais ou menos do jeito que eu planejei e é muito bom quando chegamos no lugar que tanto sonhamos. Me imaginava trabalhando numa empresa importante, viajando bastante, conhecendo novas pessoas, novas culturas. Imaginei isso tudo que estou vivendo, claro que com um grande toque de fantasias e exageros, e eu vi que é possível sim realizar sonhos. É possível, mas não é fácil. É preciso ter muito foco, pois a vida sempre nos coloca diante de escolhas, muitas delas bem difíceis, que nos levarão ou não até a realização dos nossos sonhos.
       O que eu considero mais importante para chegar onde queremos é planejar. O planejamento é o mapa que nos guiará até a realização de nossos sonhos. Quero ser uma viajante: trabalho, junto grana, estudo inglês, estudo mapas, leio sobre lugares. Me dedico em prol da viagem. Cada uma dessas atitudes é um passo para a realização dos meus sonhos. Quero um emprego melhor: estudo, faço cursos, estudo mais um pouco, pesquiso oportunidades e caminhos. E assim por diante. Esse é um caminho que requer uma outra coisa muito importante chamada renúncia. Para juntar grana você precisa renunciar alguns momentos de lazer e gastos "desnecessários". Para estudar mais um pouco você precisa renunciar os momentos com a galera, talvez aqueles programas de TV.
     O preço da realização dos sonhos é alto e você precisa descobrir se está mesmo disposto a pagá-lo. É. Tudo tem um preço, mas eu acredito que se acomodar e viver a frustração de não  realizar seus sonhos tem um preço muito mais alto!
     Quis compartilhar com vocês esses meus pensamentos porque no fundo eu não entendo muito o que sou, não coloquei um rótulo em mim mesma. Na verdade as outras pessoas é que ficam me rotulando disso e daquilo. Eu não ligo pra isso e sim para a minha felicidade, e o que posso dizer é que me esforcei e continuo me esforçando muito para TER e SER tudo que eu sonho.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

A História de um Guarda-Roupas

      Quem me acompanha pelas redes sociais já viu a foto que eu postei dizendo que eu montei um guarda-roupas (@jessicadosmapas), mas não foi no sentido de "comprar peças de roupas novas" para os looks da próxima estação. Não. O que eu montei foi o guarda-roupas mesmo, roupeiro, armário, como queiram chamá-lo. Não foi o conteúdo dele e sim sua estrutura física.
       Hã???
       Tudo começou... ah! Esquece. Não vou contar a história toda. Vamos ao guarda-roupas.
      Bem, depois muito pensar e ver que as minhas roupas precisavam de um lugar melhorar pra morar, decidi que era a hora de abandonar a arara e comprar algo mais adequado. Eu pensei muito, pois um dos maiores desafios de morar sozinho {além de pagar as contas} é receber as coisas compradas pela internet, que foi o caso do guarda-roupas. Tipo, não tem ninguém pra receber e no horário de entrega, geralmente de 8 às 18 eu não posso estar em casa {e também não tem mais ninguém lá...}.
      Um dia depois da Black Friday eu entrei no site das Lojas Americanas e comprei o meu esperado guarda-roupas. Vamos nos preocupar com um problema de cada vez, pensei! haha
      Escolhi esse modelo porque estava entre os mais baratos e eu realmente queria economizar muito. Branco porque gosto de moveis claros e o modelo que cabe muitos cabides, já que eu prefiro deixar minhas roupas penduradas e por conta de usar a arara, acabei comprando milhões de cabides durante esse tempo. Era o modelo perfeito pra mim!
      A entrega foi turbulenta, óbvio, mas depois de duas tentativas frustradas e um prazo de entrega a cumprir, a transportadora resolver ser legal e conseguimos resolver tudo de boas, sem barracos desnecessários. #jessicadesperatewousewife
       Depois da entrega vinha a segunda parte do problema: a montagem. Como já fiquei pensando nisso enquanto esperava a entrega {+ ou - 45 dias} estava muito inclinada a tentar um Do-It-Yourself, afinal, por que não? Apesar de nunca ter feito isso antes, já vi {e ajudei} um amigo a montar o meu armário de micro-ondas, então já tinha uma leve noção de como organizar isso {Não se iluda: um armário de micro-ondas não é nada perto de um guarda-roupas}.
       Tomei coragem, separei as peças, comprei algumas chaves Philips, um martelo e mãos à obra. Demorei seis dias nessa tarefa, trabalhando em média uma hora por dia, quando eu chegava da aula, cansada, me arrastando. Confesso que colocar parafusos com chave manual é difícil pacas. Confesso que em todos os dias eu pensei em desistir e chamar alguém pra fazer isso, mas descobri que fazendo um pouquinho a cada dia eu chegaria lá.
       O que deu mais trabalho, por incrível que parece, foi colocar os parafusos maiores e a montagem da gaveta. Eu não fiquei feliz com essa gaveta, aliás, eu odiei essa gaveta, mas é o que temos.
       
        Minha conclusão: eu montei, ele está de pé, lindo, firme e forte, inabalável, mas não faço mais isso! Sério! Pelo menos não sem uma parafusadeira elétrica, que certamente teria acelerado e facilitado bastante essa tarefa, além de não machucar minhas mãos.
       Apesar de tudo fiquei muito orgulhosa de mim, coisa que não tenho sentido muito ultimamente. Cara, eu consegui montar um guarda-roupas e agora eu sinto que sou capaz de mudar o mundo hahaha {menos Jéssica. Bem menos!}
       O que vocês acharam dessa aventura? Já montaram algum móvel na vida? Conte pra gente!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...