quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Uma louca chamada Esperança

Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas as sirenas
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
Atira-se
E
— ó delicioso vôo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança...
E em torno dela indagará o povo:
— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá
(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:
— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA...

Texto extraído do livro "Nova Antologia Poética", Editora Globo - São Paulo, 1998, pág. 118.
      Termino o ano com esse texto que fala de esperança. Nesse último dia de 2015 quero me lembrar de ter esperança na vida que continua, esperança que as coisas sejam melhores no ano que está chegando. Esse é o momento de renovar nossos sonhos e sentimentos. De fazer aquela faxina e jogar fora tudo que já não serve mais, abrir espaço para as coisas novas. E as novidades virão.

Tudo aquilo que você não conseguiu realizar em 2015, tente em 2016. Planeje, corra atrás, dê o seu melhor e o melhor retornará para ti.

Desejo a todos um 2016 prospero, com muitos momentos felizes, muitos sonhos realizados e muito amor em nossas vidas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...