quarta-feira, 15 de julho de 2015

Morando Sozinha #1: Como tudo começou

     Hoje vou começar uma série de posts com o tema "Morando Sozinha", afinal, essa semana é meu aniversário de 1 ano {eba!} morando sozinha aqui no meu Lar doce Lar . Muitos adolescentes e jovens sonham e idealizam muito o "morar sozinho", sair da casa dos pais, acreditando que isso seria a "melhor coisa do mundo". Imaginam que isso seja o ápice da liberdade, e talvez seja mesmo.
     Bem, sinceramente eu não sonhava com isso, mas sabia que seria necessário caso eu encontrasse uma oportunidade profissional em outra cidade {e na minha área profissional um bom empregos significava mudar de cidade}. Não estava louca pra ter meu próprio cantinho, planejando isso, mas foi o que aconteceu.
     Quando decidi participar do concurso eu sabia que a consequência de "passar" seria me mudar para outra cidade, que isso mudaria muita coisa na minha vida. Como não foi algo que aconteceu do dia para a noite, tive tempo de ir me preparando e começar a sonhar e fazer planos, mas mesmo assim a sensação é que você nunca está preparado.
     Um ano entre a inscrição no concurso e a posse no cargo. Um ano imaginando como seria.
     Vim pra São José em abril de 2014, morei três meses em um quarto alugado, tipo kitnet, e em julho do mesmo ano consegui alugar um apartamento e ter "o meu lar", com quartos, sala, cozinha...como uma casa de verdade. Foi um dos momentos mais incríveis de tudo isso!
     Não é fácil começar do zero, ter que mobiliar uma casa, escolher os eletrodomésticos, pagar as contas. No dia que cheguei no apartamento eu não tinha nem uma cadeira pra sentar, mas aos poucos o ambiente foi tomando forma. Foram meses de compras e mais compras e só digo que funciona mais ou menos assim:
     Você vai lavar roupa e percebe que precisa de um balde.
     Vai varrer a casa e tá faltando uma pá.
     Cadê o pregador de roupas?
     Preciso de um abridor de lata! {esse é um clássico!}
     Você precisa rir de si mesmo pra não pirar... é uma aventura, mas é um crescimento muito grande também. Acho que todas as pessoas deveriam ter essa experiência. Você aprende a gerenciar uma casa: tem que fazer as compras do mês e aprender a comprar tudo na quantidade que não falte, mas que também não fique sobrando pra estragar. Tem que lembrar de pagar todas as contas em dia, porque se passar a data é o caos porque eu odeio ir ao banco. Você aprende a se virar sozinho! E o bom de você aprender isso estando sozinho é que não tem mais ninguém na sua casa pra ficar julgando os seus erros. É a sua casa, e são os seus erros.

     Bom, nos próximos posts dessa série vou contar algumas experiências reais, contar o que eu acho bom e ruim de morar sozinho e falar também sobre dividir o apê com alguém {que não é o meu caso}.
     Quer perguntar alguma coisa ou mandar uma sugestão? É só escrever aí nos comentários!

Bjs





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...