quarta-feira, 19 de abril de 2017

Fomos incríveis juntos

       "Dexter, eu te amo muito. Muito, muito, e provavelmente sempre amarei. Só que eu não gosto mais de você." (Um dia, David Nicholls)
       Aquela segunda-feira foi pra mim o dia mais feliz dos últimos meses.  Me senti transbordando vida, alegria, leveza. Meu coração batia no ritmo da música contagiante que tocava ao fundo. Os risos estavam fáceis e a vontade de dançar,  quase incontrolável.
 Fomos incríveis mais uma vez.
Somos incríveis juntos!
       A cumplicidade entre nós é evidente.  As gargalhadas,  inevitáveis.  Foi um dia de paz e tranquilidade, tudo o que eu mais quero viver em meus dias. Paz, tranquilidade e riso fácil.
        É difícil quando chegamos no momento em que essa frase da Emma faz sentido pra nós. Quando amamos alguém, mas deixamos de gostar dela e de suas atitudes. É difícil quando só você é o amigo da história, quando só você trabalha pra que isso dê certo.
       Chega o momento em que cansa se doar para os outros. A gente se cansa de não ser correspondido.  Um dia a gente sente que precisa dar adeus a um relacionamento em que não podemos ser nós mesmos, onde precisamos ficar podando nossas palavras e ações.
        Por medo de perder a amizade a gente acaba pisando no freio, só que nós nunca seremos nós mesmos se não seguirmos o nosso coração.

sábado, 8 de abril de 2017

Festa temática: Snoopy

       No último mês eu me dediquei a um projeto super lindo e fofo: uma decoração de festa com o tema Snoopy. 
      Algumas coisas foram compradas pela internet, em loja física, encomendas e outras foram feitas por mim no maior estilo D.I.Y..
       Entre uma foto e outra coloquei os links das lojas e fornecedores.
       Apaixonem-se!
       Mesa pronta para a comemoração.
       Quadros e pisca-pisca do Natal na decoração da parede.
      Essas balas personalizadas são da Loja Mini Na , no Elo 7.  Eu amei demais essa embalagem.
       Os recortes de todos os personagens são da loja Marthifestas e utilizei na caixinha  e nos palitos dos brigadeiros e nas latinhas de M&M.

       Biscoitinhos maravilhosos da Sweet & Art, que fez também os biscoitinhos do meu aniversário de 2016. São lindos e deliciosos! A cada festa me apaixono mais pelo trabalho da Sweet & Art.
       Coloquei Bis e marshmallow em saquinhos transparentes e coloquei um adesivo em um dos lados.
       No lugar do bolo, uma torta de limão feita em uma forma mais alta. 
       Casinha do Snoopy: peguei um molde no Pinterest
       Fiz a banca da Lucy usando papel pardo e uma caixinha.
        E para os convidados, uma maletinha no estilo da blusa do Charlie Brown, cheinha do guloseimas. O adesivo preto em zigzag é da loja Criando Festas - Papelaria Personalizada.
          E essa última foto é de tudo pronto, luzes coloridas e a música rolando. As bandeirolas da mesa eu fiz utilizando moldes da internet, os adesivos zigzag e a fonte Peanuts.
         O que acharam dessa decoração? Deixe aqui embaixo nos comentários! Vou amar ler! <3

segunda-feira, 27 de março de 2017

Eu sinto muito


        O que podemos fazer quando não sabemos o que fazer?
       Essa pergunta está martelando em minha mente desde o dia em que vi um dos meus amigos passar por uma enorme dor e eu me descobrir impotente diante de tal circunstância. O que fazer quando achamos que não podemos fazer nada?
       Eu me perguntei isso sei lá quantas vezes nessa semana e, bem, não cheguei a uma conclusão muito satisfatória.
Mandar uma mensagem.
Um cartão.
Alguns chocolates.
Dar um abraço forte.
Dizer que estou aqui.
       Tudo muito clichê para alguém tão autêntica como eu. Sei lá. Vai ver que a vida está me tornando uma pessoa clichê ao me colocar nessas situações onde eu geralmente não sei como agir. É como ter dúvidas entre qual roupa escolher e optar pelo pretinho básico. Ah! Com um pretinho básico não tem erro!
       Dizer que eu “sinto muito” ou “se precisar pode me ligar!” é algo clichê, mas quando eu digo isso, realmente estou com o meu coração aos pedaços, doendo de verdade, e estou disposta a ajudar no que for preciso, mesmo que isso signifique conversar madrugada a fora, enxugar lágrimas e acolher alguém em um longo abraço.
       Eu tenho consciência que não sou boa em consolar as pessoas, mas sou boa em ouvir e talvez isso já seja algo reconfortante para alguém. Alguém que nos ouça sem nos julgar pode ser tudo o que precisamos num momento difícil. Deve ser por isso que tenho um blog.
       E então? O que podemos fazer por uma pessoa quando não podemos mudar o que ela está vivendo e sentindo? Nós podemos amá-las!
       Nesses momentos de desamparo, sentir que somos amados pode melhorar um pouco as coisas, nos dando a certeza de que não estamos sozinhos nesta caminhada. Podemos achar isso muito pouco, mas dar as mãos pra alguém pode ajudar esse alguém a se manter de pé e superar mais essa fase difícil da vida.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...