segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Uma volta na London Eye

        Sempre que pensava em ir para Londres eu pensava também em ir na London Eye, a roda-gigante que foi projetada para marcar a transição do milênio em Londres e foi inaugurada no dia 31 de dezembro de 1999.
       O ingresso para a London Eye dá direito a assistir um filme em 4D, com a duração de menos de 5 minutos e pode ser visto antes de subir na roda gigante. Ela tem 135 metros de altura, 32 cápsulas com capacidade para 25 pessoas cada e demora 30 minutos para fazer uma volta completa.
        Eu fui em uma segunda-feira e não tinha fila, ao contrário do final de semana que estava lotado. Entrei em uma cápsula com outras 6 pessoas e consegui fazer fotos bem legais. Amei a experiência! Mais um sonho realizado para a conta!
       Leia esse post do blog Mapa de Londres para saber mais sobre como visitar a London Eye.




quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Um balanço do meu 2016

       Estamos no décimo segundo dia de 2017 e esse é o primeiro post do Ano Novo. Passei alguns dias longe do blog por diversos motivos (férias) e agora estou montando o caminho a seguir em 2017.
       O ano passado foi bem difícil pra mim. Foi um ano bem cheio de altos e baixos, mas é nas dificuldades que nós nos transformamos, crescemos e nos conhecemos melhor. Não vou falar sobre coisas ruins, e sim avaliar minhas realizações.
      No início de 2016 fiz esse post {aqui} contando pra vocês quais eram as minhas metas para o ano, e hoje vou fazer um balanço das metas de 2016 que foram atingidas com sucesso (ou não).

1. Ler pelo menos 6 livros no ano
Essa foi uma meta concluída com sucesso e os livros lidos foram:

1- Muito mais do que 5inco minutos - Kéfera Buchmann
Escreve um pouco sobre esse livro nesse post aqui
Fiz uma resenha sobre esse livro aqui

3- Depois de você - Jojo Moyes
4- O mágico de Oz- L. Frank Baum

5- Amiga, deixa de ser trouxa- Eduardo Camargo e Felipe Oliveira
6- Não se iluda, não - Isabela Freitas

7- O diário de Anne Frank - Annelies Marie Frank
8- Irmãs em Auschwitz- Heather Dune Macadam
9- Os bebês de Auschwitz- Wendy Holden
10- Eu sobrevivi ao holocausto- Nanette Blitz Konig

2. Assistir a pelo menos 4 filmes por mês
Essa meta ficou apenas no papel. Eu ainda não tenho uma televisão, eu vivo pesquisando viagens e não consegui assisitir muitos filmes, porém comecei a ir com mais frequência ao cinema.

3. Escrever 10 posts por mês
Essa meta também não foi alcançada. Esse foi um ano muito intenso e os afazeres da vida e a água do fundo do poço não me inspiraram muito não. :(

4. Ir à Bienal do livro em São Paulo
Em 2015 estive na bienal do livro no Rio e gostei muito. Em 2016 a Bienal aconteceu em São Paulo e meu plano até a última semana era ir e comprar muitos livros, só que logo nos primeiros dias da bienal eu tive que correr atrás da documentação para conseguir o meu visto americano. Eu estava em São Paulo, mas planejando minha viagem dos sonhos.

5. Fazer uma viagem internacional
É uma viagem internacional por ano, Jéssica? Sim, minha gente! haha
Essa foi a "realização" da vida. Sim. Finalmente eu fui pra Londres. Dá pra acreditar? Foram 20 dias incríveis e inesquecíveis. Eu andava na rua e às vezes tinha vontade de chorar, tamanha a felicidade que eu estava sentindo. Passei um dia em Nova Iorque e dois dias em Berlim e posso dizer que um deles foi o melhor dia do ano pra mim. Foram os dias mais incríveis e felizes do meu ano!

6. Aprender a nadar
Eu não sou uma nadadora olímpica, mas fiz umas aulas de natação e considero que aprendi sim a nadar. Nada muito sofisticado, porém já consigo ir de uma ponta a outra da piscina sem me afogar.

7. Aprender inglês
O curso de inglês continua parado com sucesso... ainda não sei quando vou voltar.

      Bem, esse foi o balanço das metas x realizações de 2016.
       E você? Conseguiu cumprir suas metas de 2016? Já escreveu as metas para 2017? Tudo é possível! Escrevi sobre realizar sonhos aqui. Inspire-se!
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>><<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<
Todas as fotos desse post estão no meu ig @jessicadosmapas 

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Chegando em Londres - Hostel, Metrô e Táxi

 
       Cheguei em Londres, no terminal 3 do Heathrow Airport, lá pelas 7h20 da manhã (horário de Londres) do dia 13 de setembro. Escolhi o Heathrow porque ele é o aeroporto mais "dentro" da cidade, logo, é o mais perto. A linha Piccadilly do metrô vai até ele e metrô é vida, né? #ficaadica
      Passei pela imigração e foi super tranquilo. Fiquei bem menos tensa do que na imigração americana.
        Peguei a mala na esteira e fui tentar comprar o SimCard, mas o valor era £30 e eu precisava colocar uma nota de £20 e outra de £10. Eu só tinha de £50. Tentei o cartão de crédito. Desisti. Não deu certo. Fui então em direção ao metrô, mas antes disso parei na Boots e comprei um lanche.
         Segui as orientações do blog Londres para Principiantes e fui comprar o meu Oyster Card na máquina. Foi realmente fácil e eu paguei no cartão de crédito. Fui para a plataforma do terminal 3 esperar o metrô mais famoso do mundo. Peguei a linha Piccadilly sentido Cockfosters e desci na estação Piccadilly Circus. Lá eu peguei a linha Bakerloo até a estação Elephant and Castle, que era a estação mais próxima ao hostel e de lá eu fui para o hostel de táxi. Tive que perguntar, pedir informação e me indicaram o ponto de táxi. Yeahhh!
        Paguei £6 pela corrida. Chegando lá fui super bem recebida, tomei um banho e fui comer meu lanche, o almoço do dia. Deitei e passei a tarde toda jogada na cama, com as pernas doendo da viagem e principalmente por causa das andanças durante a conexão em Nova Iorque. No final da tarde eu fui ao mercado comprar algo para jantar e conheci um pouco da rua, algumas lojas.
       Fiquei no hostel "Casa Mirian", um hostel com todo o jeitinho de uma casa de Londres. Os donos são a Mirian e o Ernesto. Eles são brasileiros e esse foi um dos motivos que me levaram até lá, além da localização excelente bem próxima aos principais pontos turísticos e dos comentários positivos que li na fanpage e no site Tripadvisor.
          Essa foi a primeira vez que fiquei em um hostel, num quarto compartilhado com mais três pessoas e apesar da preocupação de "será que vai dar certo?", eu gostei da experiência. Conheci pessoas do Japão, Chile, França, Peru, Brasil e fiz novas amizades. Esse contato com pessoas de culturas tão diversas foi incrível.
          Quando eu fui embora, agora com 2 malas + bagagem de mão + bolsa, contratei um táxi pra me buscar no hostel e me levar ao terminal 3 do Heathrow. O Matheus foi super pontual e recomendo muito o trabalho dele, que conheci através do grupo Táxi brasileiro em Londres, no facebook.
         Quando você for pra Londres, fique com essas dicas!






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...